Time Zone: + 8 hours
Capital: Beijing
Area: 9.596.960 Km2
Population: 1.3 billions
Internet Code: .cn
Phone Code: +86
Notícias Edeluc

CHINA’S FUTURE – The Economist

As China becomes, again, the world’s largest economy, it wants the respect it enjoyed in centuries past. But it does not know how to achieve or deserve it.

An essay written by The Economist. Read here


Portugal já tem cursos para receber Chineses

2014/06/07

Portugal não é um destino para os turistas chineses que vêm à Europa pela primeira vez e querem ‘bater’ as grandes cidades como Paris ou Londres “para depois chegarem à China e poderem dizer: eu agora sou uma pessoa com uma experiência de viagem intercontinental”. Mas tem um “potencial enorme para atrair viajantes mais experientes, com ofertas temáticas e adaptadas às necessidades dos chineses, que são ricos em dinheiro e pobres em tempo, mas em cooperação com outros destinos”, com destaque para Espanha. É o aviso que deixa Wolfgang Arlt, presidente e fundador da COTRI (China Outbound Tourism Research Institute), instituição sediada na Alemanha e especializada em formação, consultoria e certificação no acolhimento de turistas chineses, com presença em 30 países.

Apostar na experiência dos vinhos, em programas de viagens envolvendo também Espanha, França ou Itália, além de experiências exclusivas, como a observação de baleias nos Açores, é o rumo que Portugal deverá seguir para atrair estes turistas em maior escala. “Não faz sentido tentar convencer chineses a visitar apenas Portugal, um país cuja população é metade da cidade de Pequim”, faz notar o fundador da COTRI, instituição que passou a estar representada em Portugal através da Edeluc, consultora de negócios nacional virada em exclusivo para a China.

Leia mais aqui

 


Número de turistas chineses em Portugal disparou 232% em quatro anos

2014/05/17

O número de turistas chineses alojados nas unidades hoteleiras em Portugal disparou 232% em quatro anos (de mais de 23 mil em 2009 para mais de 74 mil em 2013), acompanhando o ritmo crescente de viagens feitas por estes visitantes em todo o mundo.

Tendo em conta o número de chineses que já está a viajar fora do seu país de origem – cerca de 83,2 milhões contabilizados em 2012, o último ano disponível – o potencial de crescimento não é de ignorar e, por isso, numa parceria entre a consultora Edeluc e a Câmara de Comércio Luso-Chinesa (CCILC), o COTRI (China Outbound Tourism Research Institute) vem pela primeira vez a Lisboa e ao Porto para dar formação específica a quem recebe turistas chineses em lojas, hotéis ou restaurantes.

(…)

Mafalda Valério, consultora da Edeluc que está a gerir a formação (agendada para 29 e 30 de Maio), diz que “a diferença entre os turistas europeus e chineses é enorme” e, em Portugal, “há muita necessidade” de formação. “É imprescindível, por exemplo, ter as coisas traduzidas para mandarim. Gostam de saber que o hotel está adaptado, com pequeno-almoço típico chinês”, exemplifica. Há cada vez mais chineses a viajar por conta própria – sem ser em viagens de grupo organizadas – e esses são os chamados “money rich, time poor”, acrescenta. Com muito dinheiro e pouco tempo, os chineses gostam de visitar mais do que um local e é “preciso fazer uma adaptação dos serviços oferecidos”, defende.

Para já, há 20 inscrições formalizadas, de grupos hoteleiros nacionais. A intenção é organizar vários cursos práticos para ensinar os participantes a “melhor compreender, atrair e tratar os viajantes chineses”. “Que eu saiba, não há nenhum hotel em Lisboa adaptados às necessidades destes turistas, desde o feng shui às informações em mandarim. O hotel pode, por exemplo, ter parcerias com guias turísticos que falem mandarim e ofereçam serviços específicos”, diz Fernando Costa Freire.

Leia mais em: http://www.publico.pt/economia/noticia/numero-de-turistas-chineses-em-portugal-disparou-232-em-quatro-anos-1635867


Chineses preferem Lisboa e Rio de Janeiro

2009/11/12

O Global China Business Meeting reuniu, nos últimos três dias, mais de duas centenas de empresários, gestores e líderes de grandes companhias chinesas, interessados em fomentar os seus negócios com os países lusófonos.

“O encontro registou um elevado nível de participação de personalidades ao mais alto nível e Portugal mereceu o reconhecimento dos empresários chineses como uma plataforma que começa a encontrar uma expressão concreta para potenciar parcerias e sinergias em África e no Brasil”, sublinhou Fernando Costa Freire, director-geral da Edeluc (co-organizadora local do evento) e moderador da sessão plenária que contou com a presença de Luísa Dias Diogo, primeira ministra de Moçambique; José Luís Guterres, vice-primeiro ministro de Timor-Leste; e Adão Rocha, representante do primeiro ministro de Cabo Verde, José Maria Neves (à última da hora, impossibilitado de estar presente no encontro). Também José Sócrates se viu impedido de participar nesta cimeira, por coincidência de datas com a celebração dos 20 anos do derrube do Muro de Berlim.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/chineses-preferem-lisboa-e-rio-de-janeiro=f547099#ixzz34tzvuoEz

200 empresários chineses participam amanhã no Fórum de Cooperação Económica e Comercial

2009/07/10

Empresários e analistas são unânimes ao considerar que a China é “um país incontornável” para Portugal como mercado de futuro, mas o investimento português no gigante asiático é “ainda limitado” e o fluxo comercial pequeno.

“A China é incontestável para a estratégia portuguesa de diversificação de mercados fora da União Europeia, com vista a uma retomada mais dinâmica de Portugal, após a saída da crise. Mas, por enquanto, o investimento neste país asiático é limitado e o comércio está também aquém do seu potencial”, disse à Agência Lusa o director da consultora Edeluc, Fernando Costa Freire.

Leia mais em: http://www.noticiaslusofonas.com/view.php?load=arcview&article=23036&catogory=Brasil

e em: http://noticias.bol.uol.com.br/economia/2009/07/10/mercado-chines-e-futuro-para-portugal-apontam-especialistas.jhtm


Portugal quer mediar negócios com China

Consciente da reduzida dimensão do mercado nacional e da falta de capacidade da maioria das empresas portuguesas para investirem isoladamente na China, o Governo aposta na vocação de Portugal para ser uma plataforma global de negócios dos países lusófonos para o gigante asiático, financiando a realização de um encontro, em Lisboa, com empresários chineses.

Assim, Portugal vai ser o palco do quinto encontro Global China Business Meeting, que se realizará a 9 e 10 de Novembro, no Hotel Ritz. O evento é promovido pela empresa suíça Horasis e co-organizada pelo Governo português, através da AICEP (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal) e do Turismo de Portugal, contando ainda com a consultora Edeluc, assim como várias organizações chinesas, entre as quais o China Entrepreneurs Club e a China Federation for Industrial Economics.

“As participações são feitas exclusivamente por convite, não havendo lugar a custos de inscrição”, revela Fernando Costa Freire, director-geral da Edeluc.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/portugal-quer-mediar-negocios-com-china=f518694 

Portugal como plataforma global da CPLP para negócios com a China

2006/06/03

Consciente da reduzida dimensão do mercado nacional e da falta de capacidade da maioria das empresas portuguesas para investirem isoladamente na China, o Governo aposta na vocação de Portugal para ser uma plataforma global de negócios dos países lusófonos para o gigante asiático, financiando a realização de um encontro, em Lisboa, com empresários chineses.

(…)

Assim, Portugal vai ser o palco do quinto encontro Global China Business Meeting, que se realizará a 9 e 10 de Novembro, no Hotel Ritz. O evento é promovido pela empresa suíça Horasis e co-organizada pelo Governo português, através da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e do Turismo de Portugal, contando ainda com a consultora Edeluc, assim como várias organizações chinesas, entre as quais o China Entrepreneurs Club e a China Federation for Industrial Economics.

Leia mais em: http://www.hojelusofonia.com/portugal-como-plataforma-global-da-cplp-para-negocios-com-a-china/


Primeiro-ministro leva 71 empresários e quatro ministros à China

2007/01/27

A comitiva da visita oficial do primeiro-ministro, José Sócrates, à China, que se realizou entre os dias 30 de Janeiro e 4 de Fevereiro, integrou 71 empresários e quatro ministros do Governo.

O objectivo da viagem, de acordo com São Bento, centrou-se no crescimento das exportações portuguesas e na captação de investimento estrangeiro.

Na área da  consultadoria esteve presente a Edeluc.

Leia mais em: http://www.publico.pt/politica/noticia/primeiroministro-leva-71-empresarios-e-quatro-ministros-a-china-1283715


China: Visita do MBA Universidade Católica para quebrar “barreira psicológica”

2007/04/16

Pequim, 16/04 – Alunos e professores do Mestrado de Gestão (MBA) da Universidade Católica Portuguesa iniciaram hoje uma visita à China para identificar oportunidades de negócio e “tentar quebrar o receio” empresarial português em relação ao país, disse a empresa organizadora da viagem.

O grupo, de 63 pessoas, passará 10 dias na China com o objectivo de conhecer o mercado local e ter um contacto directo com diversas empresas que operam no país.

“Esperamos encorajar os participantes portugueses [na viagem] a estabelecer negócios na China, mostrando que este não é um país impossível”, disse Brigite Lúcio da Edeluc, consultora portuguesa para o mercado chinês e responsável pelo conteúdo e logística da viagem, em declarações à agência Lusa, em Pequim.

Leia mais em: http://www.portalangop.co.ao/angola/pt_pt/noticias/internacional/2007/3/16/China-Visita-MBA-Universidade-Catolica-para-quebrar-barreira-psicologica,7ac7d6de-0f69-4bda-bf71-6098554ba5bd.html


Edeluc opens the door to Portuguese companies in China

2006/03/27

A Edeluc, vocacionada para a consultadoria e investimentos, está à procura de empresários que queiram entrar na China. A empresa de capitais luso-chineses é concessionária de uma área num parque industrial em Weifang, na província de Shandong, e pretende atrair investidores que estejam interessados em internacionalizarem-se e utilizar a China como plataforma produtiva. Para isso, os responsáveis da Edeluc iniciam hoje um road show de apresentação do projecto em Bruxelas, a que se seguem presenças em Antuérpia (amanhã), Madrid (quinta- -feira) e Milão (4 de Abril).

Leia mais em: http://www.dn.pt/inicio/interior.aspx?content_id=638135


Portuguese-Chinese Chamber of Commerce and Edeluc jointly promote investiments in China

2006/06/30

Lisbon, Portugal, 30 Jun – A Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa e a consultora Edeluc estabeleceram uma parceria para promover as relações económicas entre Portugal e China, e em particular o investimento e comércio externo.

Fernando Costa Freire, “managing partner” da Edeluc – Consultoria e Investimentos, revelou ao macauhub que o acordo de cooperação com a Câmara de Comércio foi assinado na quarta-feira, tendo como objectivo “unir competências e recursos e conjuntamente apoiar as empresas portuguesas que desejem estabelecer negócios com a China”.

Os serviços a prestar às empresas incluem consultoria e estudos de mercado, preparação de viagens, estudos de viabilidade, organização de eventos e campanhas de marketing e apoio a projectos de investimentos na China.

 

Leia mais em: http://www.macauhub.com.mo/pt/2006/06/30/1267/


December 2018

Azores as a destination for Chinese tourists

Edeluc and Jardim José do Canto Foundation are organizing a Chinese Tourism training session and how to promote and communicate Azores as a destination for this kind of tourists.

Ver mais...

Edeluc represents COTRI

logo COTRI

China Tourism – COTRI’s Launching in Portugal and Training Session, in Lisbon and Oporto, May 29th and 30th.

Ver mais...

EDELUC was awarded the COTRI´s Chinese Tourist Welcome Award

EDELUC was awarded, in 2009, with the Chinese Tourist Welcoming Award by COTRI.

Ver mais...